Paulo Izael
Escrevo o que sinto, mas não vivo o que escrevo.
Capa Textos Áudios Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
MEU AMOR ETERNO

Quando eu penso em você,
Acende em mim
Uma tristeza infinda
Dizendo que a felicidade
Jamais retornará.
Mas quando sinto saudades
E não te vejo,
Inexiste uma última chance.
Um amor assim
Destrói meu mundo.
Arrebentando meu coração,
O tempo passou furioso.
Subtraiu minhas palavras,
Destruiu nossas cartas,
Inibiu meu sorriso,
Mas não destruiu meu amor.
Copiosamente,
Todos os dias observo a lua
Que ilumina minha face,
Clareando minha esperança,
Não parece mas é sério,
Todas as noites ainda te espero.
Estar só é a hermética humana,
É como se o mundo virasse as costas,
Feito nó que nunca desata,
É tentar achar um palheiro na agulha.
São tantas as lapadas recebidas
Que nem me lembro de mim.
Até parece que a vida vai findar.
Incontáveis desilusões e choro
mas o amor que ainda sinto por você,
Nem em outras vidas há de se apagar.

 
Paulo Izael
Enviado por Paulo Izael em 06/12/2019
Alterado em 03/05/2020
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários