Paulo Izael
Escrevo o que sinto, mas não vivo o que escrevo.
Capa Textos Áudios Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
ATE NUNCA MAIS


Diz pra mim, o que está acontecendo?
Aos poucos nosso amor está morrendo.
Acuado, meu coração é invadido
por um acréscimo de inutilidades amorosas.
Tento recompor nossa união,
Mas existe uma barreira, não nos olhamos,
Um fato impeditivo espreita e implode,
Inexiste saudação ou acolhida,
O rancor impera no olhar,
Da para sentir que é a despedida.
Vejo tudo desmoronar
E nada faço, não consigo evitar.
Em passos opostos, nos distanciamos
Sem ao menos conversar.
Paulo Izael
Enviado por Paulo Izael em 02/04/2017
Alterado em 07/06/2020
Comentários