Paulo Izael
Escrevo o que sinto, mas não vivo o que escrevo.
Capa Textos Áudios Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
ALMAS COPIOSAS

Roubei teu coração,
Entreguei-me em tuas mãos
Para seguir o teu destino.
Hoje somos apenas um.

Abri mão do meu coração.
Não mais decidi por mim.
Dei-me a compreender-te,
Meu pulsar reage a tua emoção.

Atirei-me sem pudor,
Abraçando teu chão de estrelas.
A tudo renunciei e admirei,
Esqueci de mim e remocei.

Recomeçaria a tudo,
Com o fervor de um adolescente.
Ate minha alma lhe ofertei
Para pagar o amor que roubei.

Quando vejo o orvalho da manhã,
Sou a gota que desliza feliz,
Alimentando a folha, o sereno.
Milhões de anos ainda teremos.

Sempre me emociono ao ver-te
Alegre, absoluta e radiante.
O teu sorriso, criança me faz parecer.
Que faço eu se um dia te perder?
Paulo Izael
Enviado por Paulo Izael em 22/07/2005
Alterado em 28/03/2010
Comentários