Paulo Izael
Escrevo o que sinto, mas não vivo o que escrevo.
Capa Textos Áudios Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
A DOR DE UMA SAUDADE




Estou aqui,
Exatamente onde tudo começou.
Tentando entender
O porquê da separação;
Remoendo saudades.
Esquecendo de mim.
Contestando sobre meu destino,
Discordando de tudo.
Toda uma existência naufragada,
Afundada no desacerto.
Concordando que a {minha} melancolia
É um estado de ser preferido.
Embalado na sonolência do amor,
Acredito que ninguém,
Vem dormir no meu sonho...
Meus olhares furtivos insistem,
Não são retribuídos.
Sua indiferença é degradante.
Entorpecido e sonado,
Adormece o meu amor por você.
Incrédulo, vejo passar por mim,
Tentações mil.
E se os seus ouvidos pudessem
Captar a dor de uma saudade,
Verias que minha vida,
Respira as migalhas do seu amor!
Até quando suportarei esta vida,
Calcada numa lenta espera,
Num silêncio que castiga;
Numa esperança muda,
Esquecendo do meu "eu"
Para aplaudir o "seu"... ?
Paulo Izael
Enviado por Paulo Izael em 01/07/2005
Comentários